E-mail
Written by Alda Coutinho   
Article Index
Interpretao do Estalo da Raa
Estalo - Parte 1
Estalo - Parte 2
Estalo - Parte 3
Estalo - Parte 4
Estalo - Parte 5
Estalo - Parte 6
All Pages
THERE ARE NO TRANSLATIONS AVAILABLE.



INTRODUO

No Yorkie comum as pessoas comentarem que o Yorkie x ou y est dentro ou fora do estalo, mas na maioria das vezes apenas se referem ao peso, que por acaso at o aspeto que menos interfere com a aparncia do co. Comentrios tipo: - O teu Yorkie pesa 5Kg e por isso est fora do padro, so algo comuns. Mas e o resto do estalo que mais importante? Sabe ver se um Yorkie cumpre os requisitos da raa? J muitas pessoas leram o que diz o estalo, mas entenderam? Souberam interpretar?

Antes de comprar-mos um co de raa devemos ler e procurar conhecer um pouco o estalo/padro dessa raa (bem como as suas caractersticas psicolgicas), para ajudar a distinguir os verdadeiros criadores dos cruzadores/negociantes e no menos importante, saber se ascendncia do cachorro (pais, avs, bisavs...) que vamos comprar est realmente dentro dos padres, e assim tentar garantir que o nosso cachorro tambm vai cumprir com os requisitos mnimos quando for adulto (porque quem no conhece profundamente a raa, quando so cachorrinhos so todos iguais). Afinal se pagamos e queremos um co de raa, porque queremos que ele se identifique com essa raa o mximo possvel, ou no? Se no esse o caso ento prefervel adotar um cachorro sem raa de um canil municipal.

O mesmo aplica-se a quem pensa cruzar o seu co de raa. Infelizmente em Portugal quase todos os donos de pets procuram namorados e namoradas para os seus Yorkies, sem fazerem a mnima ideia se esses Yorkies tm realmente potencial para serem bons reprodutores. No se deve cruzar levianamente um co s porque de raa x, at nos parece muito lindo e tem registo. Antes de o fazer deve procurar estudar o estalo, deve procurar saber se o seu co pode dar filhos que beneficiem a raa (e no basta que os nossos ces sejam bonitos e parecem corretos perante os nossos olhos, ou que o veterinrio o tenha dito...), deve analisar o pedigree e conhecer os ces que l esto. Se possvel deve pedir a opinio de um especialista na raa (e um especialista no um veterinrio, e sim um juz de exposio habilitado para julgar a raa, ou em alternativa um criador que j criou campees dessa raa). E porqu tanta coisa? Porque se no houver muito estudo e cuidado na seleo de exemplares facilmente as raas degeneram (que o que aconteceu com o Yorkie no nosso pas). muito fcil estragar uma raa, basta um cruzamento/gerao, mas aperfeio-la demora anos! Ou seja, a cada cruzamento mal feito vo ser precisos muitos anos para recuperar esse estrago. E se no houvesse cuidado e preocupao em selecionar apenas os melhores, em poucas geraes os ces de raa deixariam de existir!
Volto a repetir, se o estalo/padro no importante ento no tenham ces de raa, salvem "rafeirinhos" do canil! E sejam responsveis, no cruzam um co sem uma razo muito vlida e fundamentada!

Bem... para os que j leram os estalo/padro/standard e ficaram a saber o mesmo (a ns tambm j nos aconteceu um dia...), ns damos uma ajudinha com exemplos para entender um pouco melhor o que l diz.
Antes de comear quero deixar claro que as fotos servem apenas para mostrar exemplos (algumas no so os exemplos ideais, mas foram as possveis), j que difcil as pessoas entenderem o estalo/padro de uma raa sem compararem exemplares. So fotos estrangeiras, portanto nenhum dos ces das fotos da minha propriedade, nem so de qualquer proprietrio portugus.
Esta exemplificao no trata de dizer que os exemplares de uma raa com desvios no devem ser amados e bem cuidados, porque at os rafeirinhos merecem todo o amor e cuidados, afinal ces so ces! Mas os exemplares menos bons ou maus no devem ser usados em reproduo (havendo j tantos animais abandonados no se justifica cruzar animais sem um sentido vlido). Tambm quem procura e compra um co de raa imagino que seja porque gosta dessa raa, logo deve tentar adquirir um exemplar que esteja dentro do estalo/padro (caso contrrio ter apenas algo parecido), e ao mesmo tempo no fomenta o tipo de criao que degenera a raa.

Tambm queria deixar claro que no existe co perfeito (em nenhuma raa), mesmo os melhores ces de exposio tm os seus desvios. A diferena entre um bom e mau exemplar est apenas na quantidade e gravidade dos desvios. Um mau exemplar normalmente tem vrios desvios e muito acentuados, j um bom exemplar tem muito poucos desvios, e os mesmos so pouco percetveis.



 

Portugus (pt-PT)English (United Kingdom)

Search:

Newsletter (email):



Date: 14.10.2019